OASSAB se aproxima das suas filiadas

A OASSAB iniciou no mês de maio uma aproximação com as entidades que lhe são filiadas. Os primeiros contatos foram com a Pastoral do Migrante e com Comunidade Terapêutica Fazenda do Senhor Jesus - SERVOS. A Pastoral do Migrante funciona na Paróquia do Divino Espírito Santo, na Asa Norte, e é dirigida pelas Irmãs Escalibrinianas da Congregação das Missionárias de São Carlos. Estruturada em mais seis paróquias do Distrito Federal, a Pastoral tem por finalidade o atendimento aos migrantes nacionais que chegam a Brasília sem ter para onde ir. O acolhimento ao migrante estrangeiro é prestado pelo Instituto de Migração, também dirigido por religiosas da mesma Congregação.

 A SERVOS é uma entidade sem fins econômicos dirigida por voluntários. Tem por finalidade auxiliar os dependentes químicos a se livrarem do vício do álcool e das drogas. Os contatos preliminares acontecem em reuniões semanais na Paróquia Santa Cruz e Santa Edwiges, na Asa Sul. Aí também se reúnem os familiares das pessoas submetidas a tratamento e os egressos da fazenda, após a internação. O dependente de droga ou álcool fica internado por nove meses numa das duas comunidades terapêuticas mantidas pela entidade no Distrito Federal, uma masculina e outra feminina. Numa próxima ocasião serão visitadas essas duas unidades de recuperação.

É uma alegria muito grande ver o trabalho que essas duas entidades fazem em benefício das pessoas carentes e necessitadas. Podemos ver aflorar nessas ações o amor a Deus e ao próximo, pois somente o amor pode justificar atitudes tão abnegadas de doação e valorização das pessoas.

Esse foi apenas o começo. Para frente, a OASSAB estará empenhada em conhecer o trabalho que é executado por outras entidades da nossa Arquidiocese. Esperamos que essa aproximação seja proveitosa para ambas as partes e que possamos divulgar esse belo trabalho que é executado no âmbito da nossa Arquidiocese pelas Paróquias e demais entidades filiadas à OASSAB.